Bibliotecário, faxineiro e comilão

A Coluna Esplanada traz relatos da vida dos detentos do petrolão no Complexo Médico Penal, em Pinhais. Diz que José Dirceu ganhou o apelido de “bibliotecário”, pois lê compulsivamente.

André Vargas é o “comilão”. “Ele rouba o queijo e sobremesa dos pratos dos colegas”, diz a coluna. João Vaccari, por sua vez, é o “faxineiro”, pois ajuda nas tarefas do presídio para reduzir sua pena.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200