Bilhões e bilhões

A Folha de S. Paulo citou o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, a propósito dos pedidos de ressarcimento que vão quebrar PT, PMDB e PP:

“Se você é preposto de alguém, o seu empregador responde. Então, em qualquer ato cometido por um deputado ou senador objetivando campanha eleitoral, a responsabilidade é do partido”.

A reportagem informa também:

“As ações civis poderão incluir não apenas os valores repassados a integrantes das siglas, mas também as quantias doadas às legendas com registro oficial na Justiça Eleitoral que resultaram de acertos de propina”.

Não são centenas de milhões. São bilhões.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200