Bispo diz que posse de armas não é 'o tema mais urgente'

Dom Murilo Krieger, vice-presidente da CNBB, publicou um artigo hoje sobre a posse de armas no Brasil, que deve ser flexibilizada por decreto de Jair Bolsonaro.

O bispo apresenta argumentos dos dois lados e conclui dizendo que esse “não é o tema mais urgente que precisamos debater neste momento”.

“A questão da segurança pública, sim, é grave e é urgente. Mas, não nos esqueçamos: não se resolve problemas complexos com respostas (ou propostas) simples.”

Comentários

  • Marcos -

    2 décadas se passaram com o desarmamento sendo a pedra angular da "segurança pública" do governo. Cadê a declaração desse bispo dizendo que não era o tema mais urgente?

  • ney -

    Reverendíssima, "ora pro domis".

  • -

    Padres cuidem de religião, por favor. POSSE de armas aos cidadãos de bem (que é um direito) e revisão do "conceito" de legitima defesa já representa uns 80% do caminho andado para uma melhor se

Ler 136 comentários