Bize e Bob

Ontem, eu, Diogo, trabalhei incansavelmente, enquanto meus parceiros se esbaldavam nos protestos.

Por isso mesmo, me sinto no direito de usar este post para reivindicar minha participação nas passeatas – ainda que de maneira indireta. Assim como José Dirceu, eu também tenho um laranja, que me representou em Belo Horizonte.

Obrigado, Bize. Você é meu Bob.

Ele me representa