Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Blanco diz achar "absolutamente natural" pedidos de "favor" que recebeu de Dominguetti

Coronel disse que levou o suposto vendedor de vacinas ao jantar com Roberto Dias, em 25 de fevereiro deste ano, porque gostaria de ter uma agenda na Saúde
Blanco diz achar “absolutamente natural” pedidos de “favor” que recebeu de Dominguetti
Foto: Pedro França/Agência Senado

O coronel Marcelo Blanco disse hoje à CPI da Covid que achou “absolutamente natural” os pedidos de “favor” e de “orientação” que recebeu de Luiz Paulo Dominguetti depois que o cabo da Polícia Militar de Minas Gerais e suposto vendedor de vacinas enviou propostas ao Ministério da Saude para compra de imunizantes.

“Quando ele [Dominguetti] me pedia favor ou orientação, eu achava uma coisa absolutamente natural”, disse o coronel aos senadores, reafirmando que apenas sugeriu ao suposto vendedor de vacinas que encaminhasse toda a documentação para os e-mails institucionais da diretoria da Saúde.

Segundo Blanco, ele levou Dominguetti ao jantar com Roberto Dias no restaurante Vasto, em 25 de fevereiro deste ano, porque o cabo da PM mineira disse que gostaria de ter uma agenda no Ministério da Saúde.

Porém, o coronel desmentiu o suposto vendedor de vacinas ao dizer que só ficou sabendo que Dias iria ao Vasto na quinta-feira (25/2): “Como eu sabia na quinta-feira que o Roberto estaria lá, não tem como o Dominguetti ter ficado sabendo na terça”.

Coronel afirmou ainda aos senadores que não intermediou vacinas para o Ministério da Saúde e que não tem mantido contato com Roberto Dias.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO