Blogueiro bolsonarista é condenado a pagar R$ 15 mil por acusação a Boulos

Blogueiro bolsonarista é condenado a pagar R$ 15 mil por acusação a Boulos
Foto: Reprodução

A Justiça Eleitoral condenou Oswaldo Eustáquio a pagar R$ 15 mil de multa por ter divulgado informações falsas sobre a campanha do psolista Guilherme Boulos, derrotado no segundo turno da eleição municipal em São Paulo.

Cabe recurso à sentença do juiz eleitoral Emílio Migliano Neto, publicada na quarta (23). “[Trata-se] de divulgação de fake news capaz de causar irreparáveis danos à honra do então candidato Boulos perante o eleitorado paulistano”, diz o juiz no documento.

Em 11 de novembro, o blogueiro bolsonarista publicou um vídeo em que acusou Boulos de usar “empresas fantasmas” para produzir vídeos de campanha. As informações do blogueiro foram desmentidas, e o vídeo está fora do ar desde aquela data por decisão da Justiça.

Ao mesmo tempo em que Eustáquio postava o vídeo, Celso Russomanno —o candidato apoiado por Jair Bolsonaro, que terminou em quarto lugar na eleição paulistana— usou as acusações, até então inéditas, para atacar o psolista durante debate entre os candidatos à prefeitura promovido por Folha e UOL.

Investigado nos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos, o blogueiro bolsonarista está preso em Brasília, em razão de ter violado restrições da prisão domiciliar impostas pelo STF.

Leia mais: Como se articulam advogados criminalistas e filhos de ministros de tribunais superiores alvos de investigações para blindar-se na Justiça.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO