Bolsa Família: era Temer cancela 4,7 milhões de benefícios

O Ministério do Desenvolvimento Social divulgou um balanço do Bolsa Família na era Michel Temer. Desde maio do ano passado, quando Dilma Rousseff deixou o Planalto, houve 4.775.301 cancelamentos de benefícios e 4.278.690 concessões, de acordo com os dados aos quais O Antagonista teve acesso.

O governo atribui quase todo o número de cancelamentos ao pente-fino que identificou diversas fraudes nesse período, principalmente aquelas envolvendo pessoas que tinham renda superior à estabelecida pelas regras do programa.

O quadro abaixo está sendo apresentado por Temer como um grande avanço na política social:

Comentários

  • Ernesto -

    O pai dessa mhe_rda chama-se Marconi Perillo, como disse Lula: https://www.youtube.com/watch?v=FVHwrRhvr5c

  • Silas -

    Com certeza a maioria destas bolsas famílias, bolsas presídios e outras são um tipo de compra de votos, não era atoa que a Iolanda ameaçava que o Aécio iria acabar com estas bolsas se não votassem nela em 2014. São óbvios que muitos destes benefícios tem muitas pessoas que aproveitam sem terem necessidades. Daí porque o Capitalismo é melhor do que o Socialismo, este último gera dependências. Quem não gosta do Capitalismo são aqueles que não gostam de trabalhar. BOLSONARO PRESIDENTE DO BRASIL EM 2018, PARA ENDIREITAR OS ESTRAGOS QUE O SOCIALISMO E COMUNISMO CAUSARAM NO BRASIL.

  • Ricardo -

    Essas bolsas iam para petistas. Essa era a "força"do PT. Acabou!!! Eles odeiam o Temer!

Ler 39 comentários