Bolsomário, Garolula, Ludoria e Bolsodoria

O Globo destaca que dados da última pesquisa do Ibope mostram que o eleitor não se importa com alianças políticas para definir os votos para presidente e governador.

A reportagem diz que no Rio de Janeiro e em São Paulo surgiram quatro fenômenos: Bolsomário (eleitores que votam em Jair Bolsonaro e em Romário), Garolula (Garotinho e Lula), Ludoria (Lula e João Doria) e Bolsodoria (Bolsonaro e Doria).

Analistas atribuem situação à fraqueza dos partidos.

A diretora-executiva do Ibope, Márcia Cavallari, tentou explicar:

“A estrutura partidária é fraca, e as pessoas votam em pessoas independentemente de partidos e coligações. O eleitor analisa a melhor oferta para presidente, depois a melhor para governador, e assim por diante. Além disso, há muitos partidos, que não conseguem se diferenciar uns dos outros. As siglas mudam de nome, e os candidatos mudam de partido, então, o eleitor vota nas pessoas.”

Comentários

  • Victor -

    Finalmente um analista político da Globells que fala algo coerente com a realidade.

  • Goreba -

    Para confirma o que a Márcia diz, VOTAREI no Jair e no Antônio em Minas Gerais.

  • Rosa -

    Márcia Cavallari, do IBOPE tem razão. Eu vou verificar muito bem a vida pregressa de alguns candidatos que me são simpáticos, e votarei. A mim não importa, mesmo , a que partido pertençam.

Ler 45 comentários