Bolsonarismo 2.0

Bolsonarismo 2.0

“Jair Bolsonaro apresentou uma agenda básica a Celso Russomanno”, diz o Estadão.

“O presidente gostaria de ver o deputado do Republicanos defendendo bandeiras do ‘bolsonarismo 2.0’ na campanha. A receita eleitoral inclui discurso forte na segurança, na linha ‘bandido bom é bandido morto’, nos costumes, na defesa da ‘família’ (contra o aborto, por exemplo) e pancada na ‘esquerda’, com o centro, claro, incluído, nos ‘comunistas’ e nos ‘traidores do Bolsonaro’”.

O bolsonarismo 2.0 é igual ao seu antecessor, mas o lugar da Lava Jato agora é ocupado pelo Centrão.

Leia mais: Bolsopetismo pró-impunidade: bolsonaristas e petistas juntos contra a proposta de prisão de condenados em segunda instância
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 61 comentários
TOPO