ACESSE

“Bolsonarismo é seita”, diz senadora que saiu do PSL

Telegram

Em entrevista à Época, a senadora Selma Arruda, que deixou o PSL na semana passada, confirmou que saiu do partido por causa de Flávio Bolsonaro.

“Me senti desconfortável de continuar no partido. Eu não sou menos senadora do que nenhum daqueles senadores. Não importa de quem eles sejam filhos, o poder extra-Senado que possam ter”, afirmou.

Ela disse também que, depois de sair do partido, foi alvo de bolsonaristas nas redes.

“Recebi ataques dos radicais. Tem uma ala do bolsonarismo que, se você não for um robô que concorde com tudo. É como se fosse um time de futebol. Impressionante. Como se fosse uma seita. Agora, quero ver o que vão dizer do presidente quando o presidente também mudar de partido.”

VEM AÍ A PAUTA EXPLOSIVA DO STF. Saiba mais

Comentários

  • Paulo -

    E GRAVE, SEITA SEM MILAGRES, JA TEM DEUS PRESO.

  • Elisabete -

    É a cultura do menos pior, infelizmente. Não exigimos o melhor e o preço que pagamos é viver em um país INDECENTE.

  • Edelson -

    A senadora tem razão. Ninguém vê a seita BOLSONARISTA condenar o presidente interferindo na pf/coaf/receita, para proteger o filho CORRUPTO.

Ler 271 comentários