Bolsonaristas atacam decano por envio à PGR de pedido para apreensão de celular do presidente

Telegram

Bolsonaristas partiram para o ataque a Celso de Mello, após o decano do Supremo Tribunal Federal ter enviado para a análise da PGR três notícias-crimes contra Jair Bolsonaro apresentadas por PV, PDT e PSB, como registramos.

Entre as medidas solicitadas pelos partidos, estão o depoimento do presidente, além de busca e apreensão dos celulares dele e de Carlos Bolsonaro, para que seja realizada uma perícia.

Em nota, o deputado federal Marco Feliciano (Republicanos) falou em “delinquência institucional” e disse que “um Judiciário politizado é um câncer para a democracia”.

“O mau exemplo do STF se espalha. Encorajados por um Judiciário usurpador que legisla e administra, agora deputados querem usurpar as prerrogativas do Ministério Público, único que tem legitimidade para requerer diligências. Celso de Mello deveria ter rejeitado os pedidos de pronto. Agora querem o quê? Mandar periciar o celular do chefe de Estado? Em um país sério, quem ousasse pedir tal absurdo iria preso na hora, por alta traição.”

Celso de Mello não mandou periciar celular de ninguém: enviou os pedidos à PGR, a quem cabe a análise e eventual apuração dos fatos.

O ex-deputado e amigo do presidente Alberto Fraga escreveu no Twitter, também atacando Celso de Mello:

“É o fim da picada! Ministro do STF pedir a apreensão do celular do presidente da República! Esses caras ou estão testando o Bolsonaro ou estão de sacanagem mesmo! Ou é para aparecer, já que está para vestir o pijama!”

Mais uma vez: Celso de Mello enviou os pedidos para a análise de Augusto Aras.

Comentários

  • Fernando -

    O Antagonista tentando passar pano. O Próprio PGR pediu a liberação do celular do Moro para investigação e ele recusou! Lixos!

  • Elisabete -

    CELSO DE MELO, MOSTRE A INDEPENDÊNCIA DOS PODERES. DIVULGUE NA ÍNTEGRA

  • Alcindo -

    no mínimo, uma provocação cínica do STF, como sempre...

Ler 285 comentários