Bolsonaro aciona a Abin contra a CPI

Reportagem exclusiva da Crusoé revela mensagem da Abin paralela destinada a municiar o bolsonarismo contra a CPI da Covid
Bolsonaro aciona a Abin contra a CPI
Crusoé

Jair Bolsonaro acionou a Abin contra a CPI da Covid.

“A Crusoé teve acesso com exclusividade à ‘demanda urgente’ que a Abin distribuiu para agentes de inteligência em todos os estados do país, determinando uma ‘compilação de dados’ sobre ‘irregularidades relacionadas à pandemia’ em ‘âmbito estadual e municipal’. 

A ordem foi enviada por mensagem de WhatsApp – sim, não se espante, o serviço secreto brasileiro envia ordens de serviços por aplicativo de mensagens – na manhã da última quarta-feira, 5, um dia após o depoimento de Mandetta na CPI (…).

Juntamente com a mensagem, os oficiais receberam o link de uma planilha de Excel onde deveriam colocar os nomes dos estados e das cidades identificados na investigação, um título resumindo o problema detectado e a fonte da informação coletada. A Abin tinha pressa. O arquivo deveria ser preenchido até as 18 horas daquele mesmo dia.

A mensagem, obtida por Crusoé com fontes primárias envolvidas no trabalho, foi enviada para as 26 superintendências estaduais da Abin a partir de um número de telefone de plantão do Centro de Monitoramento de Crise da agência, conhecido como Cemoc.”

Assine a Crusoé e leia a reportagem exclusiva aqui.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO