Bolsonaro apela para gabinete do ódio

Jair Bolsonaro resgatou o gabinete do ódio.

“O presidente considera que está em desvantagem no ‘jogo da opinião pública’ e está ‘apanhando muito’”, diz o UOL.

“O recém-criado canal oficial de Bolsonaro no Telegram, que é alimentado diariamente pelo assessor Tércio Arnaud Thomaz, um dos membros do gabinete do ódio, compartilhou na última terça-feira uma imagem que reproduz uma foto real do casal de apresentadores Luciano Huck e Angélica pedalando em uma praia. Na montagem, foi colocada ironicamente a hashtag #FiqueEmCasa.”

Jair Bolsonaro derreteu nas redes sociais. O que lhe resta agora é o gabinete da propaganda, que financia rádios e TVs chapa-branca, e o gabinete do Centrão, que pode oferecer-lhe o fundão eleitoral em 2022.

Leia mais: Crusoé traz os bastidores da disputa de João Doria e Luciano Huck para a eleição de 2022
Mais notícias
TOPO