Bolsonaro ataca a imprensa e volta a falar em 'gripezinha'

Bolsonaro ataca a imprensa e volta a falar em gripezinha
O presidente Jair Bolsonaro faz pronunciamento oficial sobre a declaração de pandemia do coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em seu pronunciamento de minutos atrás, Jair Bolsonaro acusou “quase todos os meios de comunicação” de espalhar uma “sensação de pavor” em relação à disseminação do novo coronavírus no Brasil.

O presidente descartou as comparações com a Itália e disse que os anúncios das vítimas da doença no país europeu fizeram o “cenário perfeito, potencializado pela mídia, para que uma verdadeira histeria se espalhasse pelo país”.

Bolsonaro ainda disse que “parte da imprensa mudou seu editorial”, pedindo calma e tranquilidade, e que parabenizava –com aparente ironia– a imprensa brasileira por isso.

E afirmou que, graças a seu “histórico de atleta”, não precisaria se preocupar caso contraísse o coronavírus, porque seria “quando muito acometido de uma gripezinha ou resfriadinho, como disse aquele conhecido médico daquela conhecida televisão”.

Aos 65 anos (e após várias cirurgias em razão da facada que levou há um ano e meio), Bolsonaro faz parte do grupo de risco para a doença, segundo seu próprio Ministério da Saúde.

E o “conhecido médico” é uma referência a Drauzio Varella e à Globo –recentemente, Flávio Bolsonaro e Ricardo Salles publicaram um vídeo do médico no final de janeiro como se fosse recente, para minimizar a doença.

Leia também: Gleisi e Lindbergh: o pagador de impostos não pode ser um cupido involuntário nessa história.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO