ACESSE

Bolsonaro avalia cotados para suceder Decotelli

Telegram

Com o iminente desembarque de Carlos Decotelli do governo, Jair Bolsonaro recebeu a indicação de diversos nomes para o comando do Ministério da Educação.

Militares do Planalto indicaram o nome de Anderson Ribeiro Correia, reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Ele é também ex-presidente da Capes e foi membro do Conselho Deliberativo do CNPQ.

Os militares sugeriram ainda os nomes de Marcus Vinicius Rodrigues, ex-presidente do Inep, e Antônio Freitas, pró-reitor da FGV.

Já aliados de Abraham Weintraub tentam cavar espaço para uma pessoa com perfil ideológico, apesar de Bolsonaro ter mostrado querer um nome para pacificar o Ministério da Educação.

Foram indicados Carlos Nadalim, secretário de Alfabetização, e Sérgio Sant’Ana, ex-assessor especial de Weintraub.

Como mostramos, Decotelli foi ao Palácio do Planalto no início desta tarde para entregar ao presidente sua carta de demissão. Bolsonaro pretende anunciar a saída de Decotelli juntamente com o nome de seu sucessor, mas não descarta deixar Antônio Paulo Vogel como ministro interino, para evitar novo erro.

Leia mais: A estratégia de Bolsonaro para chegar ao fim do mandato

Comentários

  • SANDRA -

    Não tem o nome de nenhuma mulher competente para esse Ministério?

  • Cesio -

    Este Decotelli é um exemplo do critério técnico que este desgoverno Bolsonaro esta adotando. Deve procurar, ao contrário, quem se irá submeter sem questionamento e total subserviência. Fomos enganados

  • Philipe -

    Ô sorte....

Ler 38 comentários