Bolsonaro chora em homenagem a sanfoneiro

Bolsonaro chora em homenagem a sanfoneiro

Jair Bolsonaro chorou há pouco durante uma homenagem póstuma ao músico Pinto do Acordeon, no Palácio do Planalto.

O sanfoneiro, que ficou famoso por acompanhar Luiz Gonzaga, foi autor de um dos jingles da campanha de Bolsonaro na eleição de 2018.

Após o vídeo de campanha do presidente ser reproduzido, Bolsonaro disse que chegou à presidência por vontade de Deus.

“Aconteceu, vencemos as eleições. Não existe outra explicação: é a mão de Deus. E só Deus sabe o que eu já passei e passo dentro dessa sala aqui. Não queira a minha cadeira. Com todo respeito, não sou o super-homem, mas não é para qualquer um. Tem que estar muito bem preparado psicologicamente, ter couro duro e ver como alguns zombam da nossa nação.”

O evento contou com a participação de Gilson Machado, presidente da Embratur. Ele acompanhou um grupo de músicos e tocou forró.

Bolsonaro concluiu:

“O que eu quero, assim como o Pinto do Acordeon, para sua família, é ser lembrado e ter deixado uma história onde se possa ver que valeu a pena.”

Leia mais: Combo Crusoé e O Antagonista+: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 59 comentários
TOPO