Bolsonaro comemora decisão de Marco Aurélio: "Moro não tem que perguntar nada para mim"

Bolsonaro comemora decisão de Marco Aurélio: “Moro não tem que perguntar nada para mim”

Jair Bolsonaro comemorou há pouco a decisão de Marco Aurélio de suspender o depoimento do presidente no inquérito sobre a suposta interferência na Polícia Federal.

Em live, Bolsonaro criticou a possibilidade de o depoimento ser presencial, com a presença dos advogados de Sergio Moro.

“O inquérito continua e o ministro relator Celso de Mello queria que eu depusesse de forma presencial, respondendo perguntas de dois advogados do Moro e mais o próprio Sergio Moro. O Moro não tem que perguntar nada para mim. Ele tem de dizer: ‘Olha, você interferiu aqui. Fez isso, fez aquilo’. Isso a gente rebate rapidamente.”

Segundo Bolsonaro, é uma “brincadeira” Moro ter dito, em seu depoimento, que não acusou o presidente de interferir na PF e que teria apenas apresentado fatos.

“Se Deus quiser a gente enterra logo esse processo e acaba com essa farsa desse ex-ministro da Justiça de me acusar de forma leviana. Ele alega que não me acusou, trouxe fatos. É uma brincadeira, né? Brincadeira. Trouxe fatos e agora cabe ao MP e ao Supremo aprofundar as investigações.”

O presidente ainda criticou a divulgação do vídeo da reunião ministerial: “[Moro disse] que aquela sessão nossa, reservada, estaria ali as provas de interferência na PF. Infelizmente, esse vídeo o ministro Celso de Mello divulgou, infelizmente. Era para divulgar apenas, segundo o pedido nosso, o que interessava ao processo. Divulgou tudo. 29 palavrões ali, mas é a maneira de eu conversar, desabafar muita vezes. Não se achou nada ali.”

Leia mais: EXCLUSIVO: A APURAÇÃO SOBRE A LIGAÇÃO DO MINISTRO DIAS TOFFOLI COM AS EMPREITEIRAS
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 135 comentários
TOPO