ACESSE

Bolsonaro defende militares no INSS: "Não vai ter ação na Justiça, problema nenhum"

Telegram

Jair Bolsonaro, ao sair do Ministério de Minas e Energia, foi questionado sobre a convocação de 7 mil militares da reserva para auxiliar funcionários do INSS.

Ele respondeu:

“A legislação permite. O militar que quiser participar dessa convocação ganha 30% a mais dos seus proventos. E não tem qualquer encargo trabalhista, pode começar hoje e daqui 30 dias não trabalha mais. Não vai ter ação na Justiça, problema nenhum.”

AS NOVAS SUSPEITAS CONTRA RENAN. Leia aqui

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 52 comentários