Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro defende no Supremo liberação da Copa América no Brasil

Pareceres da AGU e Secretaria-Geral dizem que comitivas estarão vacinadas e que estádios não terão público; ministros decidem hoje
Bolsonaro defende no Supremo liberação da Copa América no Brasil
(São Paulo - SP, 14/06/2019) Presidente da República, Jair Bolsonaro durante Abertura da Copa América Brasil 2019. Foto: Marcos Corrêa/PR

Jair Bolsonaro enviou ao Supremo pareceres da Secretaria-Geral da Presidência e da Advocacia-Geral da União contrários a pedidos do PT e PSB para vetar a realização da Copa América no Brasil.

Os ministros vão analisar as ações em julgamento que ocorrerá ao longo do dia de hoje maneira virtual, com votos apresentados por escrito no sistema processual do STF.

As manifestações do governo argumentam que todos jogadores, técnicos, árbitros e integrantes das comitivas estarão vacinados contra a Covid e que serão submetidos a testes a cada 72 horas. Além disso, reiteram que não haverá público nos estádios onde ocorrerão as partidas.

O parecer da Secretaria-Geral ainda argumenta que os municípios e estados que aceitaram sediar o torneio — Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ), Cuiabá (MT) e Goiânia (GO) — não contestaram a realização dos jogos.

“A par da ausência de sinalização de óbices pelos Governos Locais ou Federal quanto à realização do evento desportivo da Copa América e, mais, diante da noticiada existência de rotina sanitária com série de cautelas que será adotada pela Conmebol, não há incremento de risco que oriente a não realização do campeonato.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO