Bolsonaro defende Paulo Guedes

Em entrevista à rádio Jovem Pan, Jair Bolsonaro disse que Paulo Guedes terá espaço para falar de suas propostas.

“Quando ele falou de CPMF foi um ato falho dele, ninguém quer, não volta porque é um imposto injusto. Vi [Geraldo] Alckmin dar pancada em mim. Pedi pro [Hamilton] Mourão ter cuidado com as palavras”.

Segundo o candidato do PSL, Guedes pretende diminuir o número de impostos.

“Da minha parte, não volta CPMF, porque acho que é imposto injusto”.

Bolsonaro x poste de Lula: o que a grande imprensa não conta para você está AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. O imposto do Guedes, na verdade, seria uma simplificação, juntamente com a extinção de alguns impostos. E o IRPF daria imunidade ámaos que ganham até 5 mínimos, e alíquota única pro resto.

Ler mais 28 comentários
  1. O imposto do Guedes, na verdade, seria uma simplificação, juntamente com a extinção de alguns impostos. E o IRPF daria imunidade ámaos que ganham até 5 mínimos, e alíquota única pro resto.

  2. Atenção para este nick “Hudis”, é um novo MAV do PT, isolem isto, está fingindo-se eleitor do B17, mas é um p..ta petralha enrustido, preparando a FRAUDE para o 2º Turno. Atentem!

  3. O contribuinte releva o fato de você apoiar o Quadilhão, caso tenha o seu nome, ou algum apelido gozado, nas listas das propinas concedidas por empresários dependentes do Estado obeso.

    1. O contribuinte exige mais dados sobre a gatunice do Quadrilhão, tendo, pois, interesse no depoimento do Palocci. O contribuinte prestigia a Lava Jato por reaver grana pública roubada.

  4. O contribuinte, que deplora o avanço do analfabetismo (absoluto e funcional), teve ontem uns momentos de alegria. Viu zumbis voltando à sepultura, além de vampiros (e crias) empalados.

    1. Ajude analfabetos a entender o depoimento do Palocci sobre a gatunice em escala industrial promovida pelo Quadrilhão, cujos membros sempre contaram com a impunidade, presente de sócios.

  5. O contribuinte, que remunera justos e gatunos, deixou ociólogos praieiros e politólogos de araque comendo pó. Atento às mudanças climáticas, predisse o jogo final: Tsunami x Quadrilhão.

    1. A herança do Quadrilhão: desemprego maciço; 60.000 homicídios/ano; corrupção política sistémica; apoio a tiranos; e infraestrutura podre. Que nos fale mais o Palocci sobre a roubalheira!

  6. O Congresso ontem foi atirado para a direita. Se der um BODAÇO e Haddad ganhar, vai ser como a Dilma, que ganhou, mas não levou. Como chegou lá comprometido, tem cheiro de 3º impeachment no ar!

  7. Bolsonra não deveria debater com um poste – haddad -, mas sim dar entrevistas e mostrar aquilo que ele pode fazer. Petista fica sem ação quando não há discussão. O eleitor não é bobo.

  8. Bolsonaro espere ganhar a eleição, para que esse seus aloprados falem, cuidado o Sr. pode perder a eleição com ele falando asneiras. Será que vocês ainda não aprenderam com o PT, mentir.

  9. Deveria voltar, com alíquota mínima de 0,01% para ser utilizada, facilmente, pela SRF, para lavagem de dinheiro, cobrando 100% do valor não declarado. Bolsonaro deveria rever esse tributo.

  10. Quem desvirtuou as palavras de PG foi a imprensa RIP marxista como os imbecis da Band ontem à noite logo após o fim das eleições. Não passarão. Ficarão sem verbas, mentirosos.

    1. Hudis= Novo MAV petista em ação, rato vermelho podre boiando por aqui, logo chega o resto das ratazanas, vão infestar o ambiente, fujam de suas mordidas, pode ser fatal.