ACESSE

Bolsonaro defende Toffoli

Telegram

Jair Bolsonaro defendeu a decisão de Dias Toffoli de suspender o inquérito de seu filho e de milhares de outros investigados:

“Pelo que eu sei, pelo que está na lei, dados para repassar, dependendo para quem, tem que ter decisão judicial. O que é mais grave na legislação: os dados uma vez publicizados contaminam o processo. É o que posso dizer. Além de não ser economista, eu não sou jurista.”

Em seguida, ele acrescentou:

“Somos poderes harmônicos e independentes. Ele é presidente do Supremo Tribunal Federal. Somos independentes. Você acha justo Dias Toffoli criticar um decreto meu ou um projeto aprovado e sancionado? Se eu não quisesse combater a corrupção, não teria aceitado Moro como ministro.”

O capitão enquadra os generais. Saiba tudo

Comentários

  • Juciara -

    Ficou louco, Bolsonaro? Tá sem o remedinho? Assim você não se reelege nem para síndico de prédio. Fica esperto, camarada. Boca fechada não entra mosca. Se Moro te der um pé na bunda....

  • Isaias -

    "Dependo pra quem"? Então as pessoas não são iguais perante a lei, no Brasil certamente não, mas eu achava que o Sr. Presidente era contra isso.

  • Jonatas -

    O governo acabou. Jair é incapaz, Flávio sendo investigado e Eduardo, mesmo não tendo mérito, quer ser embaixador. JB passa por cima das nossas leis e tradições só para proteger os seus e povo oh...

Ler 654 comentários