ACESSE

"Não tive qualquer intenção de ofender", diz Bolsonaro ao STF sobre Felipe Santa Cruz

Telegram

Por meio da AGU, Jair Bolsonaro pediu ao STF para arquivar a interpelação de Felipe Santa Cruz que busca processá-lo por calúnia e injúria.

Na peça, o presidente não apresenta provas de que o pai do presidente da OAB tenha morrido por justiçamento de militantes de esquerda, e reitera que fez a declaração com base em sua “percepção”.

Pede para arquivar o caso porque não imputou crime a Fernando Santa Cruz nem teve intenção de ofender o filho.

“A participação do pai do interpelante em grupo de esquerda, contrário ao
regime militar, não parece ser fato passível de maiores dúvidas, enquanto a periculosidade do
grupo pode ser percebida por notas históricas. Assim, minhas declarações dizem respeito ao
grupo em si, e não à pessoa do pai do interpelante, que sequer tive a oportunidade de conhecer”, escreveu Bolsonaro.

“Não tive qualquer intenção de ofender quem quer que seja, muito menos a
dignidade do interpelante ou de seu pai. Isto fica claro conforme declaração trazida pelo próprio
interpelante”, completou depois.

A PF ESTÁ NA MIRA. SERGIO MORO TAMBÉM. Leia aqui

Comentários

  • ERALDO -

    Não queria, mas fez. Isto me lembrou o Chaves: "foi sem querer, querendo". Um cuidado maior com as palavras é cautela salutar a qualquer líder político, mais ainda para o presidente de um país.

  • Fernando -

    Sai o Tigrão. Entra a tchutchuca. Sustenta o que disse, falastrão! Não é macho? É, mas só até a página 2.

  • ERALDO -

    Ainda q o presidente da OAB nacional esteja perdendo a credibilidade pela sua militância política (foi candidato do PT-RJ), a memória do seu pai merece respeito, não obstante sua militância armada.

Ler 46 comentários