Bolsonaro diz que é 'inadmissível' Petrobrás aumentar preço do gás em 39%

Bolsonaro diz que é inadmissível Petrobrás aumentar preço do gás em 39%
Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil / CP

Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta, 7, que é “inadmissível”Petrobras reajustar o preço do gás natural em 39%, como anunciado nesta semana.

O presidente deu as declarações em Foz do Iguaçu, na cerimônia de posse do general João Francisco Ferreira como novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional. Ferreira substituirá o também general Joaquim Silva e Luna, escolhido por Bolsonaro para o comando da Petrobras.

Dirigindo-se a Silva e Luna, o presidente defendeu que haja previsibilidade sobre reajustes: “Podemos mudar esta política de preços lá”.

“É uma empresa que, mais do que transparência, tem que ter previsibilidade. É inadmissível se anunciar agora, o velho presidente ainda [Roberto Castello Branco], um reajuste de 39% no gás. É inadmissível. Que contratos são esses? Que acordos foram esses? Foram feitos pensando no Brasil? Em um período de três meses?”, disse.

Ao defender a mudança na polícia de preços, Bolsonaro acrescentou: “Não vou interferir, a imprensa vai dizer o contrário”.

Vai dizer o contrário, sim. Porque é interferência.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
TOPO