Bolsonaro diz que Kassio não votou contra deportação de Battisti

Bolsonaro diz que Kassio não votou contra deportação de Battisti
Foto: Carolina Antunes/PR

Jair Bolsonaro disse neste domingo em suas redes sociais que Kassio Nunes Marques, indicado por ele para a vaga de Celso de Mello no STF, não votou contra a deportação do terrorista Cesare Battisti.

Como mostramos, em 2015 o desembargador do TRF-1 votou pela suspensão de uma decisão de primeira instância que determinava a deportação de Battisti para a França. A atuação de Kassio naquele ano é um dos pontos mais criticados pelos apoiadores do presidente.

“O desembargador Kassio participou de julgamento que tratou exclusivamente de matéria processual e não emitiu nenhuma opinião ou voto sobre a extradição. A apelação no TRF-1 nunca chegou a ser julgada em razão de decisão posterior do STF. Portanto é mentira que Kassio Nunes teria votado concordando que Battisti permanecesse no Brasil”, disse Bolsonaro.

“A apelação no TRF-1 nunca chegou a ser julgada em razão de decisão posterior do STF. Portanto é mentira que Kassio Nunes teria votado concordando que Battisti permanecesse no Brasil. Lamento as críticas infundadas que inundaram as mídias, em especial de uma autoridade do Rio, que queria, a qualquer custo, que eu indicasse um candidato seu para o Supremo.”

A tal “autoridade do Rio” é Silas Malafaia, que ontem mostrou em suas redes sociais documentos do julgamento de pedido de deportação do terrorista.

Leia mais: Combo Crusoé e O Antagonista+: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 207 comentários
TOPO