Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro diz que manifestantes têm 'direito' de pedir intervenção militar

No cercadinho do Palácio da Alvorada, o presidente afirmou que apenas o governo federal pode ser alvo de atos antidemocráticos
Bolsonaro diz que manifestantes têm direito de pedir intervenção militar
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta segunda-feira (26) o inquérito aberto pelo ministro do STF Alexandre de Moraes sobre a existência de uma organização criminosa digital. A investigação substituiu o inquérito dos atos antidemocráticos.

Em conversa com apoiadores no cercadinho do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que o Executivo é o único dos Poderes que pode ser alvo de um ato antidemocrático.

“Eu estou no governo, sou presidente. Se alguém comete algum ato antidemocrático é contra o governo federal, não é contra um do Supremo. Entendo como liberdade de opinião. Você quer levantar um cartaz na rua pedindo pena de morte? Faça o que você bem entender. Isso é liberdade de expressão. Não é justo punir, abrir inquérito contra as pessoas.”

Bolsonaro ainda voltou a afirmar que os manifestantes têm o “direito” de defender o artigo 142 da Constituição, que, segundo o presidente, prevê a possibilidade de intervenção militar.

“Eu jurei cumprir a Constituição por dever de ofício. Temos que respeitar o artigo 1º, 2º, 9º, o artigo 20º. Tem ou não tem? E tem que respeitar também o 142. Agora, ele levanta uma placa ‘artigo 142’ e é processado por conta disso? Então vamos retirar o artigo 142 da Constituição. Por que punir um cara desse?”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO