ACESSE

Bolsonaro diz que não vai retaliar grupo de Bivar no PSL

Telegram

Em seu último dia no Japão antes de embarcar para a China, Jair Bolsonaro afirmou que não levará adiante qualquer tipo de retaliação ao grupo liderado pelo presidente nacional do PSL, Luciano Bivar.

O presidente adotou o mesmo discurso do filho Eduardo, que disse mais cedo que não retaliaria os colegas de bancada que apoiaram o nome do Delegado Waldir para a liderança do PSL na Câmara (leia aqui).

“Os defensores de Luciano Bivar, os radicais, estão dizendo que vão continuar me apoiando. Afinal de contas, querem disputar a prefeitura no ano que vem, e eu pergunto: eles querem aparecer na fotografia comigo ou com Bivar?”, ironizou Bolsonaro.

Ele disse ainda:

“A gente não pode ter mágoas na política, mas a gente reconhece os amigos nessas horas. (…) Há alguns nomes que são difíceis de engolir sobre o que falaram a meu respeito.”

A NOVA BATALHA DE BOLSONARO. Leia mais

Comentários

  • Edelson -

    A DECLARAÇÃO E FALSA,NÃO TEM CREDIBILIDADE.

  • Massaaki -

    Acho que o partido sobrevive, até porque já existia antes do Bozo. E os futuros candidatos não vão querer ficar sem os fundos eleitorais e partidários. Bozo passa. Olha lá nuvem...Tudo muda.

  • Presidente-XVII -

    O presidente sabe que, quanto mais o tempo passa, alguns desses deputados vão cair em si e ver o tamanho da besteira que é cair nas promessas fisiológicas de Bivar e companhia.

Ler 25 comentários