ACESSE

Bolsonaro diz que pediu a Eduardo para se desculpar

Telegram

Em entrevista a José Luiz Datena, Jair Bolsonaro disse que pediu a Eduardo Bolsonaro que se desculpasse pela declaração em favor de um novo AI-5.

“Eu falei para ele: ‘Se desculpa, pô, junto àqueles que porventura não interpretaram você corretamente’. Ele falou: ‘Não tem problema, se desculpa [sic], não tem problema nenhum'”, relatou o presidente.

Ao apresentador, Bolsonaro tentou explicar a declaração do filho.

“Ele fala que o que está acontecendo no Chile não pode acontecer no Brasil. Daí ele fala que no contexto dos anos 60, o Brasil viveu momentos difíceis aqui também, e o AI-5 foi quase uma imposição. Mas ele fala também que o AI-5, que essa arma não existe e nem queremos e nem pretendemos falar de autoritarismo de nossa parte. Eu fui eleito democraticamente e ele foi.”

Disse que pediu ao filho que tirasse a palavra do vocabulário.

“Agora, o que que a gente fica chateado aqui: qualquer palavra nossa, palavra, né, num contexto qualquer vira um tsunami. A gente lamenta, eles sabem disso, eu falo com meus filhos sobre isso aí. Eu também me policio muito no tocante a isso”, completou.

Nas próximas 2 ou 3 semanas, algumas questões realmente importantes — e que provocam paixões — devem chegar a seu ápice e, talvez, a um desfecho. SAIBA MAIS AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 51 comentários