Bolsonaro é denunciado na ONU por exonerar responsáveis pelo combate à tortura

Jair Bolsonaro foi denunciado à ONU por ativistas brasileiros ligados à entidade Justiça Global, informa O Globo.

O motivo foi o decreto presidencial publicado ontem, que exonera todos os peritos do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura.

O órgão, ligado ao Ministério Público e ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, tinha a função de promover fiscalizações e produzir relatórios sobre violações de direitos humanos e casos de tortura.

Comentários

  • Álvaro -

    Os responsáveis por denunciar combate à tortura são, primeiro, irresponsáveis, segundo, ativistas inescrupulosos e não falam a verdade e a ONU? A ONU é um covil de bandidos.

  • Maria -

    Tudo aparelhado. Fez muito bem o Presidente demitir. O povo se cansou de sustentar esse bando de apadrinhados politicos. É só se informar sobre os salários e o que faziam. ONU que cuide da venezuel

  • Pedro -

    O menino Ruhan foi torturado, onde estão os "ativistas" bocós da "Justiça Global? Alguém ouviu algum comentário desses salafrários?

Ler 80 comentários