Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro: "Eu decidi não tomar mais a vacina"

O raciocínio do presidente da República, que já chegou a dizer que se vacinaria depois de todos os brasileiros imunizados, não tem o menor cabimento
Bolsonaro: “Eu decidi não tomar mais a vacina”
Foto: Anderson Riedel/PR

Em entrevista à Jovem Pan, sua rádio amiga, Jair Bolsonaro (foto) voltou a dizer que não vai tomar a vacina contra a Covid.

“Eu decidi não tomar mais a vacina. Eu estou vendo novos estudos, a minha imunização está lá em cima. Para que vou tomar a vacina? Seria a mesma coisa que você jogar R$ 10 na loteria para ganhar R$ 2. Não tem cabimento isso.”

O que não tem cabimento é o raciocínio do presidente da República.

Bolsonaro, que já pegou Covid, provavelmente gerou, sim, anticorpos contra a doença, mas não é possível dizer se foi criada a chamada “memória imunológica”, capaz de impedir uma reinfecção. Além disso, as variantes do novo coronavírus podem fazer com que a pessoa pegue a doença mais de uma vez. E mais: também não se sabe por quanto tempo quem testou positivo para Covid manteria as defesas naturais. Em qualquer lugar do mundo, a vacina está sendo indicada para quem sobreviveu à doença, como forma de fortalecer a proteção.

Em dezembro do ano passado, Bolsonaro havia dito: “Não vou tomar a vacina e ponto final, problema meu”. Depois, aconselhado por assessores e ministros, começou a dizer que iria se vacinar depois que todos os brasileiros estivessem imunizados.

Assista:

Mais notícias
TOPO