Bolsonaro faz "limpa" de radicais no governo

Assessores de Jair Bolsonaro mandaram fazer uma “limpa” nos ministérios, afastando os apoiadores mais “radicais”.

A decisão de Damares Alves de demitir a mulher do blogueiro Oswaldo Eustáquio foi motivada por esse fato, segundo o Estadão.

Em depoimento à PF, o blogueiro – que é investigado e já foi até preso – disse que “fez parte do governo executivo federal de transição do atual presidente da República até 31 de janeiro de 2019”.

O Palácio do Planalto não confirmou nem desmentiu sua versão.

Leia mais: Diogo Mainardi: o interesse de Bolsonaro, Gilmar e Toffoli por nós
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 46 comentários
TOPO