Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro foi traído em casa

PP e PL, que compõem o núcleo duro do governo, foram cruciais para derrotar a PEC do Voto Impresso, bandeira de Jair Bolsonaro
Bolsonaro foi traído em casa
Reprodução/Twitter

O mapa da votação que rejeitou ontem à noite o voto impresso mostra que PP e PL, os dois principais partidos do Centrão e que integram o núcleo duro do Palácio do Planalto, foram cruciais para enterrar na Câmara a bandeira de Jair Bolsonaro. As duas siglas deram apenas 27 votos favoráveis, apenas um terço de suas bancadas.

Ao todo, 36 deputados votaram contra e 18 se ausentaram — o que, na prática, contou como voto contário à PEC, que precisava de 308 votos para ser aprovada.

É bom que se diga que o PP ainda é virtualmente comandado por Ciro Nogueira, o novo ministro da Casa Civil, com explicou ontem André Fufuca no Papo Antagonista. E no PL quem manda é Valdemar Costa Neto, que controla a Secretaria de Governo por meio de Flávia Arruda.

Se tivessem mobilizado suas bancadas, em vez dos 79 novos a menos, faltariam apenas 25, que poderiam se obtidos em legendas periféricas do próprio Centrão.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO