Bolsonaro insiste na defesa da cloroquina: “É o que tem”

Telegram

Jair Bolsonaro voltou a defender o uso de cloroquina no tratamento de Covid-19.

“Até porque não tem outro remédio. É o que tem. Ou você toma cloroquina ou não tem nada. O que eu fico chateado também é que quem não quer tomar, não toma, porra”, afirmou neste sábado em frente ao Palácio da Alvorada.

“Na Guerra do Pacífico não tinha remédio, usaram água de coco e funcionou. Se fosse esperar um protocolo, uma comprovação científica, iam morrer milhares.”

A declaração de Bolsonaro ocorre um dia depois da publicação de um estudo na revista científica “The Lancet” mostrar que o uso da cloroquina ou da hidroxicloroquina em pacientes com Covid-19, na verdade, aumenta o risco de vida.

A pesquisa, feita com 96 mil pacientes (a mais abrangente já feita) diz ainda que o uso do medicamento não tem benefícios comprovados no tratamento de pacientes com a doença.

Comentários

  • Bequem -

    Se o Bolsonaro fosse minimamnte sério, empatico e responsável, em vez de martelar na saída mais fácil e mentirosa, a cloroquina, estaria ocupado cuidando a ampliação em mais de 500% de números

  • Maria -

    O aloprado comparando cloroquina com água de coco! É ou não é um asno? O gado vai negar o estudo, evidentemente, sem lê-lo. É assim que funcionam. Se não for passado pelo ‘zap’, ignoram completamente

  • João -

    General Edson Leal Pujol, leve a carta de renúncia para o "Capitão Caverna". E prenda esta claque de arruaceiros e desordeiros. "Mantenha a Lei e a Ordem" general!

Ler 223 comentários