Bolsonaro joga a reforma para o próximo governo

Telegram

Jair Bolsonaro deve deixar para seu sucessor uma reforma previdenciária de verdade.

Na entrevista ao SBT, como diz O Globo, “o presidente sinalizou que jogará para o próximo governo a busca de uma solução definitiva para o principal desequilíbrio das contas públicas. Caso os 62 anos sejam aplicados para o INSS, a proposta de Bolsonaro será bem menos ambiciosa do que a que foi apresentada por Michel Temer ao Congresso.

Não terá o efeito esperado pelo mercado, que é de segurar a trajetória crescente do déficit da Previdência. O texto final da reforma de Temer, aprovado na comissão especial que analisou a matéria, previa idade mínima de 65 anos (homem) e 62 anos (mulher) para todos os trabalhadores, ajustes nas aposentadorias especiais (professores e policiais federais), uma economia equivalente a R$ 600 bilhões em dez anos.”

 

 

Comentários

  • Epitácio -

    Populismo é assim. Tanto faz se de direita ou esquerda, o resultado é sempre o mesmo: Só fazem o que dá voto e não o que é melhor para todos......E eles acreditaram.....Tolos!

  • Marcus -

    Nessa queda de braço entre o Presidente e sua equipe economica, o povo fica com o presidente.

  • JOSE -

    Fraquejou perante a força dos funcionários públicos desse país. VERGONHA!

Ler 291 comentários