ACESSE

Bolsonaro: Mercosul não pode "perder tempo" com "retrocessos ideológicos"

Telegram

No discurso de abertura da reunião de cúpula do Mercosul, em Bento Gonçalves (RS), Jair Bolsonaro também rechaçou o que chamou de “retrocessos ideológicos” na região.

Ele não citou diretamente a Argentina, que será presidida a partir do dia 10 pelo peronista Alberto Fernández.

“Não podemos perder tempo. Precisamos levar adiante as reformas que estão dando vitalidade ao Mercosul, sem assentar retrocessos ideológicos”, afirmou Bolsonaro.

“Assinamos hoje acordos que vão simplificar e agilizar as trocas entre nós, como o acordo de facilitação do comércio. Temos que seguir avançando na direção de um Mercosul mais eficiente.”

Uma mulher comanda a tarefa de fundar o novo partido de Bolsonaro. CONFIRA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 20 comentários