Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro não convocou reunião de ontem após atos pró-golpe

Bolsonaro não convocou reunião de ontem após atos pró-golpe
Foto: Carolina Antunes/PR

O Antagonista apurou que não partiu de Jair Bolsonaro a iniciativa de se reunir ontem à noite com seus ministros militares no Palácio do Planalto.

Ela foi sugerida pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, após conversas informais com o general Braga Netto, chefe da Casa Civil, e o presidente do STF, Dias Toffoli.

Do encontro de ontem surgiu a convocação para a reunião de hoje – por videoconferência – entre Azevedo de Silva e os comendantes do Exército (general Edson Pujol), Marinha (almirante Ilques Barbosa) e Aeronáutica (brigadeiro Antônio Carlos Bermudez).

Apesar de reconhecer o sentimento de indignação geral provocado pelas atitudes de Bolsonaro, os militares já avisaram que só podem contribuir com diálogo, e que soluções políticas e/ou jurídicas devem ser adotadas por quem tem atribuição para tal.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO