Sem dizer nome de Chico Rodrigues, Bolsonaro culpa partidos por indicação de vice-líder

Sem dizer nome de Chico Rodrigues, Bolsonaro culpa partidos por indicação de vice-líder
Foto: Reprodução/redes sociais

Em live há pouco, Jair Bolsonaro comentou o caso de Chico Rodrigues, flagrado com dinheiro entre as nádegas, sem dizer o nome do ex-vice-líder do governo.

Ao lado de Wagner Rosário (CGU) e André Mendonça (Justiça), o presidente tentou dissociar o caso do Planalto, argumentando que o governo é formado apenas por ministros, estatais e bancos públicos.

Durante a transmissão, Bolsonaro leu manchetes de jornais que dizem que Rodrigues era vice-líder do governo. Para o presidente, os textos indicam uma tentativa da imprensa de vincular o caso ao Planalto.

“O que dói é você trabalhar igual a um desgraçado e uns idiotas aí te acusarem de corrupção.”

Bolsonaro, que já disse ter quase uma “união estável” com Chico Rodrigues, frequentador assíduo do Planalto, atribuiu aos partidos a indicação dos vice-líderes do governo na Câmara e no Senado.

“Alguns querem dizer que o caso de Roraima tem a ver com o governo porque ele é o meu vice-líder. Olha, pessoal. Eu tenho, no total, 18 vice-líderes no Congresso. Quinze na Câmara, que foram indicados pelos líderes partidários, e três no Senado, que é de comum acordo.”

E, apesar de dizer que inexiste corrupção em seu governo, o presidente admitiu que é impossível acompanhar todas as ações do Executivo.

“Pode estar havendo corrupção em algum setor? Pode, não é fácil você administrar. Por exemplo: o Rogério Marinho tem 20 mil obras em execução. Como ele vai tomar conta dessas 20 mil obras? Ele faz em cima do critério da confiança, pede apoio da CGU.”

Leia mais: Combo O Antagonista+ e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90/mês
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 93 comentários
TOPO