Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Bolsonaro não ouve ninguém"

Já chegaram ao Palácio do Planalto novas queixas de parlamentares aliados sobre a postura do presidente da República nos últimos dias
“Bolsonaro não ouve ninguém”
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Aliados de Jair Bolsonaro voltaram a se incomodar com as bravatas diárias do presidente da República, que elevam a pressão em Brasília, mesmo com o recesso parlamentar.

“Ele não para de falar e não ouve ninguém. Bolsonaro não ouve ninguém. Não sei que estratégia é essa”, disse a O Antagonista um senador governista, que afirma já ter tentado convencer o presidente a “segurar a língua”.

Um deputado do Centrão com trânsito no Planalto também afirmou a este site:

“Já dissemos a ele que é ele mesmo quem cria as crises. A gente tenta ajudar, mas ele não quer ser ajudado.”

Desta vez, os aliados estão incomodados com algumas das declarações públicas de Bolsonaro desde que ele deixou o hospital, no último fim de semana, após ter sido diagnosticado com obstrução intestinal.

Parlamentares da base na Câmara se queixam, por exemplo, das falas de Bolsonaro em relação ao “golpe do fundão”, que foi aprovado pelo Congresso na semana passada com o apoio de lideranças do próprio governo.

No Senado, fala-se nos bastidores que a votação da indicação de André Mendonça ao STF, provavelmente em agosto, poderá ser influenciada pelos rompantes mais recentes do presidente.

“O André deverá ter seu nome aprovado, mas alguns senadores querem usar essa votação para dar um susto em Bolsonaro. O André acaba ficando refém do comportamento do presidente”, comentou outro senador da base de apoio do governo.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO