"Bolsonaro não pode dizer: 'Eu não sabia que seria assim'"

Jair Bolsonaro negligenciou a epidemia de Covid-19 – e seus 140 mil mortos – de forma premeditada.

Luiz Henrique Mandetta disse para a Folha de S. Paulo:

“O presidente tem uma característica, não só em relação à saúde, mas de forma geral: ele decide com as informações que ele valida. Ele tinha um entorno próximo dele que deu para ele outra visão da epidemia.

Lembro das falas do Osmar Terra, da reunião que fez com a médica de São Paulo. Ele vai afastando quem está fora do seu viés político. Não é uma característica dele se envolver com a parte técnica.

Naquela época o Brasil chegou a quase zero de máscaras. Precisávamos baixar uma norma nacional para proteger o sistema de saúde.

Eu tentava explicar isso, mas era sempre muito atropelado por essa certeza de que ‘preciso ver a economia’, ‘precisa voltar a andar e passar logo por isso’ (…).

Apresentei todos os números, mas ele tinha pessoas no entorno dele que mostravam outro cenário. E, como tinha uma assessoria paralela que falava o que se queria escutar, ele embarcou.

Ele fez uma decisão não irracional, pensada. Ele não pode dizer: ‘Eu não sabia que seria assim’. Sempre deixei muito claro para ele a gravidade dessa doença.”

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 56 comentários
TOPO