Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro: 'Não se pode perseguir quem quer que seja por não tomar vacina'

O presidente, para não perder o costume, voltou a levantar suspeitas sobre a eficácia das vacinas contra a Covid nesta segunda-feira
Bolsonaro: Não se pode perseguir quem quer que seja por não tomar vacina
Foto: Alan Santos/PR

Jair Bolsonaro (foto) voltou a criticar nesta segunda-feira (18) os passaportes sanitários contra a Covid. Em evento em São Roque, Minas Gerais, o presidente afirmou que a medida é um mecanismo para discriminar os não vacinados.

“Eu tenho poder, por decreto, (para) exigir o passaporte da vacina, mas não farei isso, porque a nossa liberdade está acima de tudo. Não se pode perseguir quem quer que seja por não ter tomado vacina. Temos alguns estados que estão com essa sanha, exigir a carteira de vacinação para poder frequentar um ou outro local.”

Bolsonaro aproveitou para mentir, mais uma vez, dizendo que as vacinas contra a Covid são “experimentais”.

O presidente ainda citou casos de pessoas que estavam vacinadas contra a doença e, mesmo assim, foram infectadas.

“Deixar bem claro para vocês, o nosso ministro Queiroga estava vacinado e contraiu o vírus. Assim a Tereza Cristina, assim meu filho Eduardo. Assim tanta e tanta gente. Assim como o ex-chefe de Estado norte-americano Colin Powell, vacinado com a Janssen ou com a Moderna, acabou de falecer por Covid. Essa questão do Covid é uma grande interrogação.”

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO