Bolsonaro nega ofensa ao Nordeste e culpa imprensa: "Saudade do Lula"

Diante da repercussão de suas declarações de ontem sobre os governadores do Nordeste, Jair Bolsonaro negou neste sábado que tenha ofendido o povo nordestino.

Em uma rápida conversa com os repórteres, na saída do Palácio da Alvorada, o presidente fez críticas ao que chamou de distorções feitas pela imprensa.

“Eu fiz uma crítica aos governadores do Maranhão [Flávio Dino] e da Paraíba [João Azevêdo], que vivem esculhambando obras federais que não são deles, são do povo. A crítica que eu fiz foi aos governadores, nada mais. Em três segundos, vocês, da mídia, fazem uma festa”, disse.

Perguntado por uma jornalista sobre o que quis dizer ontem, Bolsonaro respondeu:

“Se eu chamar você de feia agora, todas as mulheres do Brasil estarão contra mim. Eles acham que o Nordeste é uma massa de manobra. Na verdade, a imprensa brasileira está com saudade do PT e do Lula”.

Comentários

  • Robledo -

    Chamar de paraiba é ofensa? E de gaúcho, também? Eu heim!

  • MARCIO -

    Brasil está acabado,todos contra o cidadão . De mãos dadas imprensa, política, justiça, artistas. Falando que o povo está morrendo de fome.sao eles que promovem a fome.

  • JOÃO -

    Esse homem tem um 'amor' pelo Lula que nem Freud explicaria . Não passa um dia sequer sem mencionar Lula, que está preso. Por que será?

Ler 206 comentários