Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro: "Ninguém vai propor tirar precatórios do teto"

Ao falar sobre a PEC, o presidente negou que o relatório de Fernando Bezerra seja uma tentativa de driblar a Lei de Responsabilidade Fiscal
Bolsonaro: “Ninguém vai propor tirar precatórios do teto”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Jair Bolsonaro (foto) afirmou hoje a jornalistas que “ninguém está propondo” ou vai propor retirar os precatórios do teto de gastos. O presidente da República negou que o relatório do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, seja uma tentativa de driblar a Lei de Responsabilidade Fiscal, embora o texto tenha dispensado a apresentação de fonte de receita para eventual correção do Auxílio Brasil.

“Quem está acusando disso [driblar a LRF] é aquele que falou que é inadmissível o povo estar pegando osso para comer. E quando a gente quer buscar uma maneira de atender, acusam disso. Não está fora da responsabilidade [fiscal] nenhuma, zero. […] Ninguém está propondo isso [tirar precatórios do teto]. Ninguém vai propor isso. Os precatórios continuam no teto. Nós só estamos buscando –falta o Senado- parcelar quem tem para receber mais de R$ 600 mil via precatórios”, disse Bolsonaro após participar de solenidade na Câmara.

Como mostramos, o relatório de Fernando Bezerra tem sete alterações em relação ao texto aprovado na Câmara. O relatório prevê, entre outras mudanças, a utilização de recursos de precatórios do Fundef para pagamento de um abono salarial a professores e a vinculação de parte das receitas que serão geradas pela flexibilização do teto de gastos para pagamento de programas sociais e despesas previdenciárias.

Mais notícias
TOPO