Bolsonaro pede exclusão de policiais da PEC Emergencial

Bolsonaro pede exclusão de policiais da PEC Emergencial
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro admitiu há pouco que pediu ao relator da PEC Emergencial na Câmara, Daniel Freitas (PSL-SC), a exclusão dos profissionais de segurança pública do texto que será votado esta semana pelos deputados.

De acordo com Bolsonaro, caso a mudança não seja feita, a PEC corre o risco de não ser aprovada. “A bancada da segurança, são mais de 150 parlamentares, queria mudanças e, da minha parte, falei com o relator, que é soberano, que poderia correr o risco de não aprovar se não mexesse em três artigos. Eram cinco, passamos pra três”, disse Bolsonaro, em referência a trechos do 167 do texto, que falam sobre o congelamento de salários e contratações.

“E o que acontece com a PEC? A PEC ideal é aquela que vá ser aprovada pela Câmara”, pontuou o presidente.

Mais cedo, este site adiantou que integrantes da bancada da bala vinham ser articulando para garantir que policiais fossem excluídos da PEC.

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO