“Bolsonaro primou pela redução de gastos”, diz advogada no TSE

A defesa de Jair Bolsonaro no TSE chamou a atenção para o custo da campanha à Presidência.

O candidato do PSL arrecadou R$ 4,3 milhões, gastos de R$ 2,8 milhões e sobra de R$ 1,5 milhão. Do total de receitas, R$ 3,7 milhões foram obtidos por meio de vaquinha na internet.

“É possível sim fazer campanha com baixo custo. Isso não depende de teto de gastos, mas de condutas éticas e responsáveis”, afirmou a advogada Karina Kufa.

Conheça as questões definidoras do futuro governo — e do Brasil AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 33 comentários
  1. Parabéns ao Presidente pelo exemplo da possibilidade de quebrar paradigmas e MOSTRAR que é possível quebrar o SISTEMA corrupto com o apoio POPULAR contra tudo e todos ..BOLSONARO17 porr@

  2. Isso não é exaltado né, ninguém elogia o presidente pela campanha quase sem gastos públicos, quase sem patrocínio privado,sem mídia… NOJO é a palavra pra mídia brasileira, o petismo foi dev

  3. Quem fez a campanha de Jair Bolsonaro foram seus eleitores. Fizeram camisas, adesivos, caminhadas, carreatas, palestras, comícios, etc. Isso sem falar da campanha nas redes sociais.

  4. Bolsonaro ensinou ao STF, TSE que não precisa milhões de verba partidárias para si eleger, Barrodonainda não acreditou. Claro, PT e demais gastaram bilhões e devem, mito sobrou $. É Mito mesmo,

  5. Se esses juízes tivessem vergonha na cara aprovariam sem ver uma linha da prestação de contas e pediriam Desculpas pelo dinheiro que distribuíram para os partidos dinheiro este do povo vale lem

  6. Mentir custa caro e falar a verdade o custo é quase zero.O PT mentiu e fechou no vermelho,o PSL disse a verdade e sobrou dinheiro. O PT nunca conseguirá fazer campanha eleitoral sem gastar milhões.

  7. Essa cambada de pilantras deveria enrubescer de simplesmente discutir essas contas. O orçamento da campanha de Bolsonaro humilha todos envolvidos com eleições até hoje. “Tamo junto” capitão!