ACESSE

Bolsonaro repete tática de Dilma e Sarney com desmatamento

Telegram

A briga de Jair Bolsonaro com o Inpe é mais uma tentativa de controlar os dados sobre o desmatamento no Brasil –prática antiga no governo, escreve Marcelo Leite na Folha.

Em 1988, no governo de José Sarney, houve tentativa de manipulação dos dados: números divulgados pelo então presidente omitiam 92,5 mil km² de área desmatada.

E, em 2014, Dilma Rousseff obrigou que a divulgação dos dados do Deter –sistema que detecta desmatamento em tempo real– fosse adiada, para não prejudicar a sua reeleição.

Bolsonaro enquadra os generais. CONFIRA

Comentários

  • Renato -

    As medidas e decisões deste governo cada dia mais o coloca mais parecido com os governos petistas; aliás, o atual presidente, enquanto deputado, sempre votou com os projetos petista.

  • Uirá -

    Todo governo sempre quer contar a estória que melhor lhe convém, mas em tempos de Verdevaldo, não se pode duvidar de nada. Os dados de um ano para outro só são comparáveis se a metodologia for a msm.

  • Ana -

    Os discursos ideológicos políticos servem para uma coisa só: manter o gado produzindo a fartura para eles. Gado é dócil. O homem se indigna.

Ler 117 comentários