Bolsonaro sai em defesa de Moro e diz que houve "invasão criminosa"

Jair Bolsonaro falou publicamente, pela primeira vez, nesta quinta-feira, sobre o vazamento de mensagens privadas entre Sergio Moro e procuradores da Lava Jato. O presidente saiu em defesa do ministro da Justiça e Segurança Pública.

“O que ele fez não tem preço. Ele realmente botou para fora, mostrou as vísceras do poder, a promiscuidade do poder no tocante à corrupção”, disse o presidente após um evento no Palácio do Planalto.

Bolsonaro ainda afirmou que Moro “faz parte da história do Brasil” e criticou o vazamento das mensagens.

"Nem oito, nem oitenta": leia artigo de Ana Paula Henkel sobre o embate entre Bolsonaro e a oposição. Leia mais

“Houve uma quebra criminosa, uma invasão criminosa, se é que […] o que está sendo vazado é verdadeiro ou não.”

Comentários

  • Alberto -

    O que está acontecendo é patético. Querem enfiar na cabeça do povo que os criminosos são vítimas. O hoje ministro Sérgio Moro é o vilão. Esse Greenwal é um verme importado.

  • JOSE -

    Quem disse que ia ser fácil, não é mesmo? Interesses escusos de toda natureza estão sendo contrariados. Parabéns, Juiz Moro. Desejo que o senhor persevere, seja resiliente e às X... Heineken! S

  • Diogenes -

    Esse "cálculo político" do Bolsonaro, herança da era como deputado, é que mata! Passou 6a, sábado, domingo... Demorou muito pra se posicionar diante desse ataque criminoso à Lava Jato!

Ler 113 comentários