Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro sanciona o 'liberal geral' da improbidade administrativa

Presidente sancionou, sem vetos, projeto que afrouxa a Lei de Improbidade Administrativa. A partir de agora, o MP terá de comprovar o dolo do agente público
Bolsonaro sanciona o liberal geral da improbidade administrativa
Foto: Alan Santos/PR

Jair Bolsonaro sancionou, sem vetos, o projeto que flexibiliza a Lei de Improbidade Administrativa. A partir de agora, o Ministério Público terá de comprovar o dolo (intenção) para abrir uma ação de improbidade contra qualquer agente público — na prática, é um libera geral.

 

A nova regra também vale para processos em tramitação e o MP terá 12 meses para se manifestar se deseja manter as ações, inclusive as da Fazenda Nacional. 

O projeto também limita a aplicação da sanção de perda da função pública ao cargo ocupado pelo agente na época do fato. Ou seja, um deputado federal condenado por improbidade em razão de fatos ocorridos quando era vereador não resultará na perda da função atual.

O relator da proposta na Câmara foi o petista Carlos Zarattini (SP).

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO