Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro satiriza Barroso por projeto de voto digital no celular

Capitão reformado voltou a chamar presidente do TSE de "dono da verdade" e afirmou que ministro desconhece realidade do Brasil
Bolsonaro satiriza Barroso por projeto de voto digital no celular
Crédito: Reprodução/Facebook/Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro criticou Luís Roberto Barroso, do TSE, por causa do voto impresso. Durante sua live semanal no Facebook, o presidente voltou a chamar o ministro de “dono da verdade” e insinuou que o presidente do Tribunal Superior Eleitoral desconhece a realidade do Brasil.

Bolsonaro voltou a afirmar, sem provas, que o sistema eleitoral brasileiro pode ser fraudado. “Não tem como fazer auditoria nesse trem. O que for programado vai ser cumprido. Vai ser aquilo.”

O capitão reformado aproveitou o assunto para satirizar Barroso, que implantou um projeto-piloto nas eleições de 2020 para testar o voto no celular em zonas eleitorais.

“O Barroso queria o voto por telefone. O ministro sabe o que é o voto por telefone?”

Para Bolsonaro, essa proposta, mostra que o ministro desconhece a realidade do Brasil.

“Pode teu marido influenciar teu voto. Você mandar seu marido votar em outra pessoa. Numa comunidade, o chefe da comunidade juntar os eleitores.”

O presidente afirmou ainda que a única coisa que falta para implantar a certificação impressa do voto é a aprovação do projeto no Congresso. Ele, inclusive, rebateu afirmação de Barroso, de que cumpriria a decisão do Legislativo caso o tema não fosse judicializado.

“Que negócio é esse? Se alguém entrar com ação no STF você [Barroso] vai despachar. Uma pessoa vai querer derrubar 308 deputados e 53 senadores [quórum mínimo para aprovação do projeto]? Não tem cabimento. Se o Congresso aprovar o voto impresso, vamos ter eleições com voto impresso.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO