ACESSE

Paus-mandados

Telegram

“Quem tem muitos candidatos a um ministério é porque não tem nenhum e é exatamente nesse impasse que o governo está, não em relação a um cargo qualquer, mas ao rico, estratégico, fundamental Ministério da Educação”, diz Eliane Cantanhêde.

“Mais calado, menos beligerante, Bolsonaro faz um favor ao seu governo e ao País, mas tem de nomear ministros à altura para Educação e Saúde e reavaliar a política externa e o Meio Ambiente. Com uma ressalva: assim com Vélez, Weintraub e o general Eduardo Pazuello, também Ernesto Araújo e Ricardo Salles são só paus-mandados. O dono das políticas – logo, o responsável pelos erros – é o próprio Bolsonaro.”

Leia mais: O risco da estratégia lulista de Bolsonaro. Clique e leia mais

Comentários

  • LEANDRO -

    A afirmativa demonstra o nível de insegurança do JB. É fraco, incompetente. Tem muitas opções e vai acabar escolhendo um Olavista ou alguém do centrão. Que venha MORO22

  • Maria -

    Já tomou o shake de cloroquina com alfafa hoje? Melhor tomar. Aí terá condições de analisar a mensagem e não o mensageiro. Tenha um muuuuu dia!

  • Sou -

    VTNC. Esse jornal além de ridículo amordaça e não quer receber a verdade das minhas observações já que assino esta porcaria para combater suas parcialidades e mentiras grosseiras que aqui tem.

Ler 29 comentários