ACESSE

Bolsonaro sobre ministro do Turismo: “Ele não chegou ao final da linha”

Telegram

Em entrevista ao Estadão, Jair Bolsonaro comentou a situação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, indiciado pelo laranjal do PSL.

“Ele não chegou ao final da linha. Se for algo de grave, substancioso, a gente toma uma decisão. Ele está fazendo um brilhante trabalho. Tem um diretor lá da Embratur, Gilson Machado, que tá no 220 volts o tempo todo. Temos um plano audacioso. Onde tiver um hotel nós pretendemos afundar um navio ali. Vai ajudar a manter o hotel com mais clientes, mais hóspedes, de gente que gosta de fazer o mergulho de contemplação. Esse ministério era apenas uma moeda de troca no passado, hoje tem sua finalidade e dá retorno.”

Sergio Moro já estuda, reservadamente, o melhor momento para deixar o cargo. CONFIRA

Comentários

  • ANA -

    Gratidão tem limite. Parece que este rapaz deu grande apoio a ele e a família depois do atentado.

  • MIRIAM -

    Atitudes como a de Itamar Franco ao afastar Henrique Hargreaves, seu amigo de longa data, não existem mais. Uma pena para o país...

  • Marcelo -

    Pois é, espero que a primeira resposta formal chegue logo em 2020 pra mostrar que ele perdeu os cidadãos anti-petistas que ajudaram a elegê-lo.

Ler 27 comentários