Bolsonaro: “Sou daltônico: todos têm a mesma cor”

Bolsonaro: “Sou daltônico: todos têm a mesma cor”
Foto: Isac Nóbrega/PR

No dia em que o país repercutiu a morte de João Alberto Silveira, espancado barbaramente no Carrefour em Porto Alegre, Jair Bolsonaro afirmou em suas redes sociais que o país tem “problemas muito mais complexos” do que as questões raciais.

Sem mencionar o crime cometido por dois seguranças na véspera do Dia da Consciência Negra, o presidente afirmou que “problemas como o da violência são vivenciados por todos, de todas as formas”.

“Estamos longe de ser perfeitos. Temos, sim, os nossos problemas, problemas esses muito mais complexos e que vão além de questões raciais. O grande mal do país continua sendo a corrupção moral, política e econômica. Os que negam este fato ajudam a perpetuá-lo”, escreveu.

“Não nos deixemos ser manipulados por grupos políticos. Como homem e como Presidente, sou daltônico: todos têm a mesma cor. Não existe uma cor de pele melhor do que as outras. Existem homens bons e homens maus. São nossas escolhas e valores que fazem a diferença.”

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 196 comentários
TOPO